Escola nova: como ajudar seu filho a se adaptar?

Em qualquer idade, as mudanças nem sempre são fáceis. Na infância, elas trazem consigo desafios próprios. Mudar para uma escola nova, por exemplo, é algo que precisa ser bem planejado e acompanhado, para que a transição seja rápida, confortável e positiva para a criança.

É por isso que os pais e responsáveis têm um papel importante nesse tipo de situação. O apoio é fundamental para que a criança se sinta amparada e confiante para dar esse passo em sua jornada.

Continue a leitura e confira boas práticas para que você possa ajudar seu/sua filho(a) a ter uma mudança tranquila para uma nova escola.

7 dicas para ajudar os filhos a se adaptarem a uma escola nova

O início do ano letivo deve ser um momento emocionante, mas pode ser motivo de ansiedade para as crianças que começam em uma escola nova.

Para ajudá-las a lidarem com essa transição, seja no início do ano ou em outros períodos, os pais e responsáveis podem tomar alguns cuidados. Confira!

1. Faça um tour com a criança na escola nova antes das aulas

Visite a escola nova com seu filho

Assim que decidir matricular seu/sua filho(a) em uma escola nova, agende uma visita de reconhecimento. 

Quando souber onde estudará e onde ficam os principais ambientes que frequentará no colégio, a criança terá mais confiança e sentirá que tem algum controle sobre a situação.

Isso também facilitará seu primeiro dia, para que não se sinta perdida nos espaços desconhecidos e ansiosa com tantas coisas novas juntas.

2. Mantenha uma linha de comunicação aberta e acolhedora

Procure, desde o início, incluir a criança nessa decisão. Explique o motivo da mudança e fale sobre as qualidades e oportunidades positivas da escola nova. Ouça também o que ela tem a dizer sobre tudo isso.

O conhecimento é a melhor ferramenta para reduzir a ansiedade e, se você descobrir a base das preocupações da criança, estará mais preparado(a) para abordá-las e ajudá-la a superá-las.

Lembre a criança sobre outros primeiros dias que ela já teve. Por exemplo, ela já começou a praticar um esporte? Se lembra do primeiro dia no jardim de infância?

Encontre oportunidades para falar sobre os sucessos obtidos nesses novos passos, pois isso ajudará a construir confiança e fazer com que ela perceba que encarar mudanças pode ser algo positivo e que vale a pena. 

Essa abertura servirá também para reforçar que vocês, como pais, são aliados nesse processo, e isso oferecerá mais estabilidade para que a criança passe por esse momento de transição.

3. Deixe que a criança escolha o novo material escolar

Coordenar adaptação à escola nova junto com os professores

Pode até parecer algo pequeno, mas saiba que essa é uma iniciativa que permite que a criança se sinta mais no centro e no controle da situação.

Ademais, as crianças tornam-se independentes e responsáveis, ​​desenvolvendo um forte senso de confiança e autoestima, que são cultivados pela livre escolha e capacidade de tomada de decisão.

Escolher o material escolar é divertido, além de ser um momento propício para você falar sobre todas as experiências incríveis que seu/sua filho(a) poderá ter na escola nova. 

4. Coordene o processo de adaptação junto com os professores

Fale com os professores com antecedência e informe-os sobre quaisquer necessidades que a criança tenha e como ela se sente quanto à mudança.

Os professores também são um elo de suporte para a família e o aluno, e quanto mais informação você compartilhar com eles, mais fácil será ajudar a criança a se adaptar.

É importante, ainda, manter um acompanhamento e diálogo com a escola para checar como a criança está se saindo. Um professor pode notar certos comportamentos que não são nítidos em casa e alertar você se houver algum problema.

5. Procure manter pontos da rotina anterior

Lidar com muitas novidades ao mesmo tempo pode sobrecarregar e estressar a criança. Quando possível, busque manter certos rituais ou pontos em comum com a rotina anterior.

Por exemplo, se você fazia o café da manhã antes do colégio ou se levava a criança até lá, procure fazer o mesmo depois da mudança para a escola nova. 

Isso contribuirá para que seu/sua filho(a) sinta segurança e consiga focar nas adaptações necessárias na nova instituição de ensino.

6. Incentive a prática de atividades extracurriculares na escola nova

Esta é uma maneira de auxiliar na transição e formação de novas amizades. Apresente as atividades oferecidas na escola nova e ajude a criança a escolher uma ou mais para participar.

É mais fácil para ela se conectar com seus colegas por um interesse compartilhado, como esportes, jogos ou teatro, do que durante o dia a dia escolar.

Se a criança já estava matriculada em uma atividade que gostava na instituição anterior, você também pode verificar se é possível continuar no novo colégio. Da mesma forma, é ideal manter as amizades da criança anteriores à nova escola, se possível. 

7. Seja paciente e atento(a)

O tempo necessário para se adaptar a uma escola nova depende da criança e do apoio que ela recebe.

Enquanto algumas se sentem confortáveis ​​em uma instituição diferente em poucas semanas, outras levam mais tempo para se ajustar.

No entanto, se a transferência foi especialmente difícil para seu/sua filho(a), um conselheiro ou terapeuta pode ajudá-lo(a) a lidar com o estresse, e outros sentimentos e emoções desafiadores desse momento.

Ao longo deste artigo mostramos que é importante que os pais busquem na escola nova uma forma de parceria neste momento, para que ele se torne mais leve e tranquilo. E as atividades extracurriculares são excelentes opções para que os filhos aumentem o convívio social, reconhecendo a escola como um ambiente divertido, receptivo e acolhedor.

Para se aprofundar no assunto, conheça 6 benefícios das atividades extracurriculares na escola.

Deixe um comentário

Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp